sábado, 10 de junho de 2017

FLUTUAR


Pensamentos flutuam, flutuam e flutuam
Sentimentos que surgem e se vão
A esperança que é renovada a cada passo dado à frente
O amor que procura um coração preparado
O coração que está temperado e recheado
A alma que se apoia no assoalho vida
A vida tem seu esplendor, mas perde tudo para morte
E a resposta que nos foi roubada...

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

SE SE PUDER

E foi assim...
Que uma única palavra mudou o rumo da história
Nenhum gesto ou qualquer outro ato
Por mais grandioso que fosse
lhe pôs novamente no prumo
Sentir, eu senti tudo evaporar
Vapor pesado
Palavras de chumbo
Na consequência, eis a lama
O que nascerá?
Posto, que se foi...
O fim é meu ponto de partida
Grandioso não é a coragem de abandonar
Somente para surtar, externando os fantasmas internos
Grandiosidade mesmo é entender a si próprio
Se se puder...

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

27.02.2011

Na escuridão surgiu o primeiro beijo
Antes e depois o sorriso
Depois de saciar o desejo
Sujeitos virtuosos
Plantando seu próprio jardim de antenas
Captação de vivência
Na maestria da vida
A parte mais interessante é aprender
Para logo depois esquecer
Dos beijos, dos risos
Sujeitos defeituosos
Afastaram-se o querer
Inventou-se as brigas
Acabou-se
Nasceu a desculpa cheia de culpa
Complicando-se a jornada
Que no caminho ficou ancorada
Abri a porta do mundo
Entrei...





sábado, 8 de outubro de 2011

REFLEXÃO

Foi a morte quem calou a vida, e que trouxe o peso da saudade.

domingo, 14 de agosto de 2011

PENSAMENTOS DE ISOPOR

Acordo com meu próprio cheiro
É normal, é natural
Com pensamentos de isopor
Tento me convencer
Quero me envolver
Invejo meus farelos
Pois são leves e voam
No sono profundo...


Durmo com a música do meu corpo
Agora os pensamentos de isopor
Bailam na direção do som
Minha alegria vai voltar
Foi apenas passear
Com as botas sujas no bar
Me ponho a sonhar
Mas sei que vou acordar....


Vivo minha realidade
Exato, vivo
Pensamentos de isopor se quebram
Frágil, incolor e indolor
Nesse momento não vejo sentido
No fardo que carrego
O único sentido, é o alívio
Do peso deixado para trás.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

REFLEXÃO

Algumas vivências se distanciam tanto da realidade atual que apenas parecem sonhos ou pesadelos...

terça-feira, 5 de julho de 2011

PARA SEMPRE EXISTIR

Pétalas rasgam-se no gotejo de lágrima
Meus pensamentos brincam com você
Meu treinamento é escrever
Para sempre sobreviver


Os gritos vêm do quarto
Mamãe, mamãe, mamãe
Na escuridão, no frio
Gelada a parede calada


Hoje ou sempre
Estou carente
Não há melhora
Mas há história


O sorriso não dói
O sono me diverte
O prazer constrói


Para ser eternamente
Procuro antes ser mortal
Vivo em mim mesmo
Mas vivo principalmente
Em você que me permite existir.